19.02.2018

Qualificação empresarial para lojistas

Já são mais de 40 lojistas da Rede Bourbon Shopping participando do programa de capacitação oferecido pela administradora em conjunto com o Sebrae-RS. Veja como participar gratuitamente.

O projeto entre a Bourbon Administradora e o Sebrae-RS contempla os lojistas enquadrados como micro e pequenas empresas e visa desenvolver de forma estratégica os lojistas, diferenciando e qualificando os empresários ante ao mercado atual. Caso você se enquadre como micro ou pequena empresa e tenha interesse em potencializar seus resultados realizando esta assessoria junto ao Sebrae, responda ao e-mail da newsletter.

Fique por dentro das novidades do empreendedorismo, confira abaixo, conteúdo exclusivo do Sebrae-RS:

A oportunidade mora ao lado: os benefícios de investir em insumos da sua região

Sementes para plantar, ingredientes para cozinhar, máquinas para produzir. Os insumos são imprescindíveis na hora de criar qualquer produto novo. Comprá-los de produtores e empreendedores da sua região pode ser o ponto de partida para o fortalecimento da economia local e ser o diferencial do seu negócio.

Em um setor como o alimentício, a qualidade final é garantida se todo o processo de produção for acompanhado com cuidado. Ao adquirir insumos do mercado local, é possível ter maior contato com o produtor, o que permite uma análise mais minuciosa. Estando frente a frente com quem produz, o comprador do insumo pode questionar a origem, as práticas de produção e a política do empreendimento, além de diminuir os custos de transporte.

O restaurante Valle Rústico existe há oito anos em Garibaldi (RS), e prepara todas os seus pratos com frutas, verduras e legumes comprados de produtores da região do Vale dos Vinhedos. Rodrigo Bellora, proprietário, conta que reconhecer o potencial local estabelece uma nova relação de negócios. “Um dos maiores desafios é negociar. Nunca é só um preço ou só um produto, é um relacionamento com o produtor, que é muito importante”, afirma.

Em sua área, Bellora destaca que algumas das principais vantagens são o acesso a produtos mais frescos, saudáveis e orgânicos, que resultam em pratos com mais qualidade e sabor. Fortalecimento da economia local, melhor relacionamento com a comunidade e até mesmo a geração de empregos para a região são ganhos secundários. A nova mentalidade, porém, não precisa ser adotada de um dia para o outro. É possível fazer uma transição gradual para que o empresário possa adaptar-se à disponibilidade de recursos da localidade onde atua.

Sócio do Mercado Brasco, Gabriel Drumond é um dos defensores da compra de insumos locais. Para ele, adquirir produtos produzidos na região reduz a desigualdade, além de incentivar a cultura e ser mais sustentável. “Acredito muito no impacto de um sistema de alimentação local numa escala global. Cabe à nós [profissionais do mercado] entendermos bem disso, conversarmos sobre a cadeia de produção local e, um dos pontos mais importantes, tornarmos atrativo consumir produtos locais”, defende.

Quer saber mais?

Acesse o site do Sebrae/RS e conheça outros artigos sobre o tema.